ODSlab promove colaboração para a implementação da Agenda 2030 no país

Como fazer com que governos, setor privado e sociedade civil trabalhem juntos para enfrentar os complexos desafios da nova agenda global para o desenvolvimento sustentável? Diante desta pergunta e inspirado no ODS 17, a Agenda Pública desenvolveu, em parceria com a Estratégia ODS, o ODSlab. Uma iniciativa inovadora que surge com o intuito de promover um espaço de cooperação e o diálogo entre diferentes atores sociais na busca por soluções concretas para os mais diversos problemas públicos enfrentados pelos municípios brasileiros no cumprimento da Agenda 2030.

São laboratórios práticos em que atores relevantes se reúnem diante de situações reais para produzir soluções concretas. Representantes da iniciativa privada, da sociedade civil, de entidades governamentais e da academia são convidados a estabelecer uma relação de parceria para enfrentar o problema diagnosticado em um município do país e, a partir daí, constituir planos de ação que componham soluções factíveis e que trilhem caminhos efetivos para o avanço no atingimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

A primeira edição do ODSlab aconteceu em fevereiro, em São Paulo, e reuniu representantes de altíssimo nível dos diversos setores acerca de três desafios: transparência no município de Manaus, mobilidade urbana em Piracicaba e, por fim, saneamento básico em Macapá. Os participantes sentados à mesa em busca de soluções para os problemas diagnosticados foram cuidadosamente escolhidos, de forma a compor um grupo que garantisse pluralidade de perspectivas, capacidades e responsabilidades, além de disposição à colaboração e ao diálogo. Afinal, a cooperação multiatores costuma ser desafiadora.

Cada laboratório teve duração de um dia e meio, contando com uma primeira etapa de imersão a respeito dos ODS, seguida de uma profunda problematização da situação trabalhada e da mobilização de conceitos teóricos, debates contemporâneos e reflexões inovadoras do campo das políticas públicas. Processo que culminou na elaboração de planos de ação de curto, médio e longo prazos, além da proposta de iniciativas de baixa complexidade, de fácil implementação, que disponham de recursos alocados e cujos resultados possam ser mensurados em curto prazo: as chamadas Ações de Impacto Rápido. Sempre conteplando reflexões a respeito dos possíveis modelos de governança e cooperação multissetorial para garantir a efetividade dessas ações.

O ODSlab apresenta-se, portanto, como um modelo inovador para a construção de respostas a problemas públicos complexos. Esta primeira edição, que provou a metodologia efetiva, não apenas gerou resultados relevantes, como trouxe contribuições importantes para que a metodologia do lab seja aprimorada e possa ser levada aos mais distintos contextos e territórios ao redor do Brasil. Assim, a grande novidade e o principal objetivo a partir de agora é levar o ODSlab para resolver problemas locais em todo o país, envolvendo os setores e atores nele implicados e que sejam capazes de implementar as ações e soluções propostas ao longo do laboratório. Somente a cooperação para a resolução dos problemas públicos nos levará ao sucesso da Agenda 2030.

Saiba mais em www.odslab.org.br