O Festival ODS é uma experiência imersiva para estimular soluções para resolver problemas complexos e mostrar caminhos viáveis para a sustentabilidade no Brasil.

Criamos ambientes de interlocução entre governos, setor privado, universidades e sociedade civil para coproduzir soluções e buscar novas formas de trabalhar, resolver problemas e gerar impacto coletivo. O festival é um laboratório para soluções locais para os grandes desafios de desenvolvimento sustentável que vivemos hoje.

Em um mundo que vivencia momentos emblemáticos, em um país que atravessa crise econômica prolongada e com grandes desafios políticos, queremos mostrar caminhos e soluções práticas de desenvolvimento que estão sendo explorados pelos diversos atores da sociedade, identificando vetores para facilitar ou acelerar impactos positivos e sistêmicos.

 

Conectar governos, empresas, universidades e sociedade civil para impulsionar o impacto local (municípios e microrregiões); 

i

Produzir e adaptar de forma colaborativa soluções práticas para desafios de sustentabilidade no Brasil;

Estimular a visão sistêmica e uma cultura de colaboração multistakeholder;

l

Identificar e disseminar possíveis gargalos e aceleradores do desenvolvimento sustentável no Brasil, como ciência e tecnologia, modelos de financiamento e de governança, formação e comércio.

R

Visão sistêmica

R

Cooperação

R

Multidisciplinaridade

R

Urgência de ação

R

Igualdade de oportunidades

R

Economia de baixo carbono

R

Inovação

R

Viabilidade

R

Economicidade

R

Impacto coletivo

R

Pluralidade de ideias

Vem aí a edição 2021

Prepare-se para uma experiência online imersiva que combina tecnologia e ferramentas educacionais ativas focadas na resolução de problemas

Como promover crescimento econômico e a geração de trabalho, emprego e renda (ODS 8)?

A pandemia da COVID-19 aprofundou o quadro de desigualdades e vulnerabilidade social: 7,8 milhões de postos de trabalho no Brasil foram destruídos até o mês de maio, segundo o IBGE.

Isso fez com que a população ocupada caísse 8,3% em relação ao trimestre passado, indo para 85,9 milhões de pessoas. Pela primeira vez na história da Pnad Contínua, realizada desde 2012, menos da metade das pessoas em idade para trabalhar está empregada. 

Diante desafios tão elementares quanto renda e  bem-estar social nunca foi tão fácil traduzir a principal mensagem dos ODS, “não deixar ninguém para trás”. Nessa perspectiva, vamos abordar as seguintes eixos de reflexão:

O Festival ODS é totalmente digital e gratuito! Combinando diferentes recursos tecnológicos e metodologias de aprendizagem ativa, o(a)s participantes poderão se inspirar, aprender e pôr a mão na massa para construir soluções.

(Inscrições e programação em breve)

1. Respostas à crise: dinamismo econômico local

2. Economia informal e empreendedorismo 

3. Produtividade: diversificação, modernização tecnológica e inovação

4. Empregabilidade: jovens e pessoas maduras

5. Requalificação da força de trabalho: diversificação, modernização tecnológica e inovação

Veja como foi a edição 2019

A primeira edição do Festival ODS aconteceu no dia 13 de novembro de 2019, na Biblioteca Mário de Andrade, um dos pontos mais marcantes do centro de São Paulo.

O foco foi preciso: ODS 11 Cidades e Comunidades Sustentáveis, trazendo soluções para problemas públicos como mobilidade, habitação, emprego e saneamento básico. A realização foi da Agenda Pública e da Estratégia ODS, com cofinanciamento da União Europeia.

+1.000
pessoas alcançadas

31

solucionadores

60
colaboradores

Atração

Cultural

oficinas

3

debates

2

entrevistas

Para conferir todos os detalhes, leia nosso Breviário clicando aqui.

 

Tem alguma dúvida ou gostaria de falar sobre o Festival ODS? Entre em contato:
festivalods@agendapublica.org.br