A Agenda na prática

Desenvolvemos capacidades e modelos de governança mais colaborativos e transparentes. Ampliamos as oportunidades de financiamento das políticas, desburocratizamos e desintermediamos processos, tudo isso para aproximar o Estado e os cidadãos por meio de serviços mais relevantes. Ao atuar de forma intersetorial, a Agenda Pública estimula a conversa, a liderança, o espírito de equipe e a disposição de cooperar, o que chamamos de “modo cidadão”. Essa combinação cria as melhores condições para implementação das políticas públicas.  É mais bem-estar e desenvolvimento com participação efetiva e reconhecimento social. Conheça nossos programas: 

FORTALECIMENTO DA GESTÃO PÚBLICA

Problemas públicos complexos só podem ser enfrentados de forma intersetorial e colaborativa, construindo visões compartilhadas  e capacidades institucionais. Por isso, a Agenda trabalha para construir planos com a participação de diferentes stakeholders. Age para aperfeiçoar processos, rotinas de monitoramento e construir modelos de governança colaborativa, desenvolvendo boas equipes, motivadas para implementar as soluções. Onde e com quem: Piaui, com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD);  Serra do Salitre (MG) e Campo Alegre de Lourdes (BA), com o Instituto Lina Galvani; Barro Alto (GO) e Niquelândia (GO), com a Anglo American; Estado do Pará, na Secretaria de Educação, por meio do Consórcio Pró-Educação, financiado pelo BID.

IMPLEMENTAÇÃO DO GOVERNO ABERTO

O programa é estruturado em um conjunto de ações para melhorar a transparência, aprimorar os mecanismos de controle interno, estimular a participação social e a inovação cidadã. Onde e com quem: São Sebastião (SP), com a Construtora Queiroz Galvão; em Antonina, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná, que integram o Litoral Transparente e no Cerrado Mineiro, com a Techint Engenharia e Construção, através do Projeto Município Transparente.

DINAMISMO ECONÔMICO LOCAL

A Agenda também trabalha para apoiar prefeituras a organizar seus agentes econômicos, atrair investimentos e coordenar ações que gerem novas oportunidades econômicas. O programa promove a cooperação entre órgãos municipais e empresas interessadas em atuar nesses territórios. Onde e com quem: Serra do Salitre (MG), com o Instituto Lina Galvani e a Yara; Alto Horizonte (GO), com o Instituto Yamana de Desenvolvimento Sustentável; Canaã dos Carajás (PA), com a Fundação Vale.

QUALIDADE NAS FINANÇAS PÚBLICAS

Os municípios são a esfera mais prejudicada pela crise econômica porque já lidam com uma distribuição desigual de recursos entre os entes federativos. Este programa tem como foco aumentar a eficiência da arrecadação própria e a racionalização dos gastos, garantir a gestão da dívida ativa, desenvolver capacidades locais, incentivar a comunicação entre as partes interessadas e desenvolver lideranças alinhadas com esses propósitos. Onde e com quem: Serra do Salitre (MG), com o Instituto Lina Galvani e a Yara.

QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS

A Lei de Defesa do Usuário do Serviço Público (13.460/2017) estabelece normas básicas para participação e defesa do cidadão. A nova legislação representa um grande avanço, mas ainda precisa ser implementada.  A Agenda auxilia órgãos públicos na personalização e simplificação dos serviços oferecidos, organiza processos, analisa as necessidades de usuários, constrói cartas de serviço e fortalece o relacionamento com os cidadãos, estabelecendo indicadores simples e inteligentes. Onde e com quem: Oeste do Pará, com MRN e USAID.

PROJETOS ODS

Mantemos uma atuação estratégica associada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), histórico que vem desde os Objetivos do Milênio. O ODSlab é um modelo inovador para a construção de respostas aos desafios definidos pela ONU como Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A partir de situações reais, representantes de diferentes setores da sociedade trabalham em conjunto para produzir soluções para superar os grandes desafios previstos na Agenda 2030. Cada edição é dedicada a um ODS pertinente para a localidade em questão, com foco em resultados práticos e duradouros. A Agenda também trabalha na construção de uma plataforma para sistematização de Ações de Impacto Rápido, com soluções de baixa complexidade e impacto mensurável no curto prazo.  Em aliança com a Fundação Abrinq, FNP e CNM, a organização conta ainda com financiamento da União Europeia para promover a implementação dos ODS no território nacional. Experiências: transparência pública (Manaus/AM), desenvolvimento econômico (Mossoró/RN), mobilidade urbana (Piracicaba/SP), saneamento (Macapá/AP), integração socioeconômica de refugiados (Governo de São Paulo), desenvolvimento local, emprego e renda (municípios da Amazônia brasileira).

INCIDÊNCIA E ARTICULAÇÃO EM REDES

A cooperação é a base do trabalho da Agenda Pública nos territórios em que atua. Essa abordagem não poderia ser diferente na perspectiva institucional em temas estratégicos, seja em parcerias, em redes ou em coalizões. Nesses espaços, influenciamos e somos influenciados, maximizamos o impacto do nosso trabalho. Onde e com quem: Estratégia ODS; Movimento Agora; Pacto pela Democracia; Coalizão Clima, Floresta e Agricultura; Redes Temáticas do GIFE e Rede de Advocacy Coletivo; Rede pela Transparência e Participação Social, todas de abrangência nacional.